SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Lançada no início de julho, a série brasileira “O Escolhido”, da Netflix, já tem a segunda temporada garantida. A plataforma divulgou que novos episódios serão lançados em novembro deste ano. 
Há uma novidade no elenco. A atriz Gisele Itié aparece no vídeo promocional com um ar de mistério dizendo que “não acredita no Escolhido”. A personagem deve se juntar aos médicos Damião (Pedro Caetano), Enzo (Gutto Szuster) e Lucia (Paloma Bernardi).
Para quem ainda não viu a primeira temporada, a série é um suspense sobrenatural que conta a história de três médicos com a missão de vacinar toda a população contra uma mutação do vírus zika. Tudo começa a ficar estranho quando eles partem em viagem para uma cidade isolada no meio da floresta. Eles são totalmente hostilizados ao chegar e, com o tempo, descobrem que todos são liderados pelo Escolhido que, por algum motivo, faz com que os moradores da comunidade vivam sem doenças e em plena saúde.
Entre os líderes da comunidade estão Mateus (Mariano Mattos Martins) e Zulmira (Tuna Dwek), que defendem o Escolhido com unhas e dentes. “Nós temos muito medo de morrer por causa do modo como vamos morrer. Nessa comunidade, eles escolhem quando vão morrer, e isso parece mágico. Por outro lado, é o Escolhido que decide como eles devem viver”, revela a atriz Tuna Dwek, que interpreta Zulmira.
A atriz francesa Alli Willow, 29, também está no elenco.  “Gravar no coração do Brasil foi uma imersão intensa e esclarecedora sobre aspectos da história brasileira. A cidade ainda tem vestígios da era escravocrata, que deixam a energia densa e pesada, apesar do povo ter nos acolhido com muito carinho. O contato com a natureza e a simplicidade foi apaixonante”, conta a atriz.