SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O ponto conquistado nos últimos minutos contra o Corinthians foi festejado por todos no Flamengo, mas o clima no clube rubro-negro é de apreensão com baixas importantíssimas às vésperas do jogo de quarta contra o Emelec, 21h30, pela Libertadores.
Na queda para o Athletico, o uruguaio De Arrascaeta sentiu e teve diagnosticada lesão na coxa. Horas antes do jogo na capital paulista, Everton Ribeiro apresentou dores no pé esquerdo e foi vetado. Na noite de domingo (21), foi constatada uma lesão óssea.
Para completar o cenário, Vitinho foi substituído em São Paulo após acusar dores no joelho esquerdo. Exames mostraram que o atacante tem um problema ligamentar. Os dois últimos serão reavaliados hoje para decidir o tratamento.
Os três jogadores, que são frutos da força econômica rubro-negra, custaram cerca de R$ 139 milhões (na cotação da época) e podem não estar disponíveis no jogo mais importante da temporada até aqui. Sereno, o técnico Jorge Jesus chamou para si a responsabilidade de buscar alternativas e evitou reclamar da falta de sorte para armar o time para o confronto em Guayaquil.
“Temos alguns em dificuldades físicas. Bruno Henrique entrou, mas ainda com problemas. Temos Vitinho, Everton, Rafinha… Mas fui contratado para arranjar soluções, o que interessa é o Flamengo”, disse o português. Para minimizar o risco de outras baixas, Jesus poupou o lateral-direito Rafinha no empate contra o Corinthians. Ainda em fase de nivelamento físico, o jogador sentiu o desgaste na partida contra o Athletico, pela Copa do Brasil.
O Flamengo não retorna ao Rio e permanecerá em São Paulo. A equipe treina no CT do Corinthians antes de embarcar para o Equador.