SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Faltou brilho, e faltou gols. Avaí e Goiás ficaram no empate por 0 a 0 na noite deste domingo (21), no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), pelo Campeonato Brasileiro. Com pouca inspiração, as equipes fizeram jogo travado e não conseguiram tirar o zero do placar. O confronto foi válido pela 11ª rodada.
Com o resultado, o Goiás chegou a 16 pontos e ocupa a oitava posição. Vale lembrar que a equipe conta com um jogo a menos em relação aos rivais. O Avaí, com cinco, é o lanterna e ainda não venceu na disputa.
As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (28), pela 12ª rodada do Brasileirão. O Avaí visita o Santos, enquanto o Goiás recebe o Atlético-MG.
Em situação complicado no Brasileiro, o Avaí entrou em campo buscando a primeira vitória na competição. A equipe criou as melhores chances, mas não o suficiente para superar o goleiro Tadeu. O Goiás, por sua vez, apostava em lances de velocidade e chegou a ameaçar no primeiro tempo. Na volta do intervalo, a equipe diminuiu o ritmo e viu o adversário levar perigo.
Com falta de inspiração em campo, o único momento de brilho aconteceu antes da partida, quando o Avaí inaugurou novos refletores na Ressacada.
Mesmo fora de casa, o Goiás conseguiu ser superior na partida durante o primeiro tempo. A equipe apostou nos ataques pelos lados do campo e levou perigo ao Avaí, principalmente com os avanços de Michael. Apesar de certo domínio, o time esmeraldino não conseguiu criar chances claras de gol na primeira metade de jogo. A melhor chance saiu com um chute de Kayke, de fora da área.
Na volta do intervalo, o Avaí seguiu chegando com mais perigo, mas não conseguiu superar a defesa do Goiás. Brenner teve uma oportunidade aos 22 minutos, mas finalizou em cima do goleiro Tadeu.

AVAÍ
Vladimir; Léo (Daniel Amorim), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Juninho (Richard Franco), Douglas (Luan Pereira) e Gustavo Ferrareis; Lourenço e Brenner.
T.: Alberto Valentim

GOIÁS
Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe (Léo Sena) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Kayke (Júnior Brandão) e Renatinho.
T.: Claudinei Oliveira

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta e Luciano Roggenbaum (ambos do PR)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Vladimir, Luan Pereira, Brenner e Daniel Amorim (Avaí); Jefferson e Giovanni Augusto (Goiás)