SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A eliminação do Flamengo na Copa do Brasil motivou protestos da torcida do Flamengo no Galeão, local do embarque rubro-negro para São Paulo, local da partida contra o Corinthians.
O estafe do clube desceu do ônibus que transportou a delegação até o aeroporto, mas os jogadores estão retidos no ônibus por falta de segurança adequada para que eles passem à área de embarque. O técnico Jorge Jesus intercedeu e tenta acalmar a fúria destes rubro-negros, que querem “falar com Diego”. Quando o elenco passou, o clima esquentou de vez e o camisa 10 e Rodinei passaram por apuros, com tentativa de agressão física e muitas ofensas. Houve ainda tentativa de invasão ao setor de embarque.
O incidente fez com que o Galeão tivesse sua rotina alterada, visto que o Flamengo tem voo agendado para 16h40 rumo à capital paulista. O grupo é formado por cerca de 20 torcedores.
O Flamengo conta com o apoio de seus seguranças e também de profissionais do aeroporto, mas o número ainda é considerado insuficiente para que o grupo saia sem maiores problemas.