SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) do local da festa junina em que o prefeito e a primeira-dama de Osasco (Grande SP) ficaram feridos, após a explosão de uma fogueira, foi cassado pelos bombeiros, segundo publicado no Diário Oficial do município desta terça-feira (16).
O prefeito Rogério Lins (Pode) e a primeira-dama, Aline Lins, receberam alta no último dia 10 do Hospital Antônio Giglio, onde estavam internados desde o dia 28 de junho, quando houve o acidente. 
Segundo os bombeiros, o pedido de cassação do AVCB ocorreu após a constatação de que o espaço onde o Arraiá do Servidor foi realizado não contava com extintores de incêndio suficientes; não tinha sinalização de emergência; a rota de fuga para eventuais problemas estava obstruída pelo parque (montado para o evento); e também por não contar com controle de acesso de público. 
Além do prefeito e sua mulher, um fotógrafo e um cinegrafista, que registravam o evento, também se feriram. Ambos tiveram alto no mesmo dia do acidente. 
Resposta A prefeitura de Osasco afirmou que iniciou o procedimento para a suspensão do alvará de funcionamento da Arena Vip, empresa responsável pelo local e pela organização da festa junina onde ocorreu a explosão. 
A reportagem telefonou e encaminhou emails à empresa, desde o dia do acidente, mas não teve resposta. A empresa também não se manifestou sobre a cassação do alvará de funcionamento.