SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ator Kevin Spacey está sendo processado por um homem que o acusa de abuso sexual. Ele alega que o ator “tocou e acariciou suas partes íntimas” em um restaurante onde trabalhava, em 2016. O astro da série “House of Cards” já enfrenta um processo criminal pelo caso.
A acusação veio à tona em 2017 com a jornalista televisiva Heather Unruh. Ela acusou Spacey de dar bebidas alcoólicas para seu filho de 18 anos e depois agredi-lo sexualmente no restaurante e bar onde o adolescente trabalhava, na cidade de Nantucket, no estado de Massachusetts.
A ação judicial alega que o ator causou um “sofrimento mental severo, permanente e lesões emocionais” no jovem, forçando-o a procurar atendimento terapêutico e causando uma perda significativa de sua renda financeira por deixar seu trabalho.
Spacey nega as acusações. Seus advogados acusam o jovem de mentir para ganhar dinheiro com o processo. “Por [Spacey] ser uma figura pública, o acusador tem motivação financeira para fabricar as alegações”, disse a defesa.
O homem alega que estava bebendo com o ator depois de seu turno de trabalho quando o ator colocou sua mão esquerda em sua coxa e abriu a sua calça. Ele disse que o ator acariciou o seu pênis por cerca de três minutos.
A namorada do adolescente disse às autoridades que tinha um vídeo que o jovem gravou durante o ato. O tribunal que julga o processo criminal pediu o celular, mas a defesa do homem disse que o objeto foi perdido. O prazo de entrega da prova é até o dia 8 de julho.