SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Internacional pode ser obrigado a usar o quarto zagueiro da hierarquia interna diante do Palmeiras, em jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Tudo por conta de problemas envolvendo Rodrigo Moledo e Emerson Santos, titular e reserva imediato, respectivamente.
Palmeiras e Internacional se enfrentam em 10 de julho, em São Paulo. O segundo jogo do duelo acontece sete dias depois, em Porto Alegre.
A dupla de zaga titular do Inter é a mesma do ano passado: Rodrigo Moledo e Victor Cuesta. Aliando força e posicionamento, os dois se tornaram alicerces de uma equipe que sabe reagir em campo. Só que Moledo ainda finaliza recuperação de lesão muscular e não treinou com bola em Atibaia, onde o elenco colorado realiza intertemporada.
Na ausência de Rodrigo Moledo, o substituto é Emerson Santos. O zagueiro acumula boas atuações e tem atingido as expectativas, contudo tem vínculo com o Palmeiras. O empréstimo obriga o Internacional a pagar multa de cerca de R$ 1 milhão para usar o jogador em duelo com a equipe treinada por Felipão. De antemão, a diretoria do clube gaúcho descarta pagar.
Se a ausência de Moledo persistir, e com Emerson Santos impedido por contrato, Odair Hellmann terá de recorrer a Roberto. Aos 21 anos, o zagueiro formado na base do Inter jogou a última rodada do Campeonato Brasileiro antes da Copa América. Em 2019, Roberto já soma oito jogos pelo elenco principal do Internacional. Abaixo dele, na disputa por espaço dentro do grupo, está Klaus. E por fim, surge Bruno Fuchs – promovido durante o recesso, mas ausente da intertemporada por lesão muscular.
O Inter fica no interior paulista até o final de semana. Depois, a preparação para o segundo semestre segue em Porto Alegre, no CT Parque Gigante e estádio Beira-Rio.