BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou que as taxas de juros nas negociações de títulos públicos vêm caindo no país. Segundo ele, o movimento é influenciado pela queda das taxas ao redor do mundo. 
“Em diferentes países do mundo, há redução dos juros. Isso leva a uma perspectiva de queda nos juros que está se refletindo nos leilões. Estamos com um cenário de excesso de liquidez nos mercados globais e um cenário de inflação no Brasil bastante benigno”, disse. 
Ele afirmou que a queda é influenciada também pela expectativa de aprovação da reforma da Previdência entre os agentes de mercado. “Se a gente compara os juros do ano passado com de um mês atras e de um ano atrás, está tendo uma queda muito forte”, disse, acrescentando que o cenário é benéfico para o país ao baixar custos do endividamento público.  
Para ele, no entanto, o cenário ainda demanda atenção e ainda é necessário aprovar as mudanças em aposentadorias para que os juros se consolidem em patamares mais baixos. “Não vamos nos enganar. O cenário fiscal do país é muito frágil”, disse.