SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (26) a liberação de mais duas faixas da ponte do Jaguaré, interditada após incêndio de grande proporção na semana passada. 
A nova liberação deve acontecer até o final da tarde, disse o prefeito. Serão liberadas duas das três faixas, que vão operar no sentido Lapa-Jaguaré (centro/bairro). A faixa da esquerda vai continuar fechada para todos os veículos. A liberação será apenas para veículos leves, ou seja, a circulação segue proibida para caminhões, ônibus e veículos pesados.
A outra pista, que desde a madrugada de terça-feira operava alternando os sentidos, ficará aberta também para veículos leves no sentido Jaguaré-Lapa (bairro-centro).
“A novidade é que os estudos já foram concluídos, já terminamos os testes”, afirmou Covas, em relação à estrutura da ponte.
“Grandes veículos vão continuar proibidos nos dois lados da ponte e hoje mesmo começa a elaboração do projeto para remediar a avaria que aconteceu por conta do incêndio”, explicou Covas. 
“Somente a partir da elaboração do projeto é que nós vamos ter certeza sobre quais ações serão feitas e aí vamos poder apresentar o prazo, cronograma e custo da obra”, afirmou o prefeito.
O incêndio na ponte aconteceu na sexta-feira (21) e atingiu os pertences de pessoas que moravam embaixo dela. 
A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social disse à Folha que as 50 famílias que viviam sob a ponte do Jaguaré foram acolhidas no local pela rede socioassistencial. Ao todo, 215 pessoas foram atingidas. 
De acordo com o órgão, nenhuma das famílias pediu acolhimento em abrigos, todas se dirigiram para casas de parentes. Foram distribuídos 215 colchões, 215 cobertores, 76 cestas básicas e 66 kits higiene.