SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Começa nesta quarta-feira (26) e segue até o dia 7 de julho a consulta pública que a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) resolveu realizar para tentar diminuir o efeito da concentração de mercado no aeroporto de Congonhas após a crise da Avianca.
A agência vai coletar dados, sugestões e opiniões sobre o caso para aprofundar seus estudos porque considera que há, atualmente, um “nível crítico de saturação e concentração de mercado” no aeroporto paulista.
Por causa da crise da Avianca Brasil, que entrou em recuperação judicial em dezembro, vai ser preciso redistribuir os slots (autorizações para pousos e decolagens) da empresa em Congonhas, o que gerou preocupações sobre o agravamento da concentração nas mãos das gigantes Latam e Gol.