SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A preocupação com as condições do gramado da Arena do Grêmio só cresce com a chegada do dia do jogo da seleção brasileira contra o Paraguai pelas quartas de final da Copa América. Tanto que, na tarde desta terça (25), o técnico Tite visitou o local pela segunda vez em dois dias, e se mostrou incomodado.
Tite chegou ao estádio gremista no início da tarde acompanhado do coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar. Entrou pelo setor norte no campo e caminhou lentamente por toda extensão do gramado, sempre observando as condições do piso. Em seguida, foi ao centro do gramado e permaneceu por alguns instantes, enquanto Edu conversava com a equipe de manutenção.
Segundo apurou a reportagem, o treinador da seleção brasileira estava bastante incomodado com a condição do campo de jogo. A preocupação é evidente pela sequência de visitas ao estádio, o que não aconteceu até então durante a Copa América.
Depois das repetidas críticas e do cancelamento de treinamentos durante a Copa América, a Arena do Grêmio mudou o procedimento de manutenção para tentar melhorar as condições do gramado de olho na partida das quartas de final entre Brasil e Paraguai, quinta-feira.
O novo procedimento visa dar mais fôlego ao solo e grama de olho em recuperação. A regra de conservação do gramado consiste em cortes antes e depois dos jogos. A poda em duas datas ajuda no crescimento da grama, mas com o atual estado a intervenção logo depois do apito final de domingo foi suspensa.
Para quinta-feira, o gramado receberá adubo em duas etapas. Já passou por processo de limpeza dos tufos que saltaram. Haverá tratamento com lâmpadas que simulam a luz solar – vital no processo de fotossíntese. Mas o corte da grama será adiado até o horário limite.
A poda habitual sempre é feita com 22 milímetros de altura, dando margem para crescimento. Para melhorar a condição visual e de jogo, em medida de contingência, o cortador ficará fixado em 26 milímetros, uma diferença pequena e que ainda assim é vista como um dos remédios para o momento.
A área mais prejudicada do gramado da Arena do Grêmio, neste momento, é no meio-campo. Ali, é possível visualizar a faixa de areia que fica em uma camada inferior e serve de suporte. O estado da região centro do campo também é consequência da estratégia usada às vésperas da Copa América.
Tanto Tite quanto Edu Gaspar já haviam vistoriado o gramado da Arena na manhã de segunda. E o ambiente reflete muita preocupação.
Brasil e Paraguai jogam às 21h30 (de Brasília), na quinta-feira, pelas quartas de final da Copa América. Segundo apurou a reportagem, nenhuma das seleções treinará na Arena do Grêmio na véspera do jogo.