SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Na reapresentação do elenco do Santos na tarde desta segunda (24), os jogadores se depararam com algumas mudanças no CT Rei Pelé. Durante o período de folga para os atletas, o clube da Vila Belmiro fez reformas pontuais no local, com destaque para a modernização e ampliação a sala do setor de Análise de Desempenho.
O espaço onde ficam os membros do setor bastante valorizado pelo técnico Jorge Sampaoli triplicou de tamanho em relação à sala anterior e ganhou melhorias consideráveis, como três televisões para acompanhamento de jogos. A ideia do clube é modernizar ainda mais a sala e implantar três murais magnéticos onde ficariam alguns dados dos jogadores do elenco profissional, da base e de prospectos analisados pelo setor.
Depois da primeira fase do retrofit da Vila Belmiro, a gestão do presidente José Carlos Peres foca também em dar tratamento semelhante ao do estádio ao CT. Houve reformas pontuais, como a troca do piso de grande parte das instalações, além da manutenção de calhas e melhorias estruturais.
Os campos do CT passaram por uma troca no gramado, substituindo a grama antiga por uma nova, própria para o inverno. Algumas portas foram alargadas para facilitar o trabalho de funcionários que utilizam carrinhos para levar materiais para o gramado. Ainda há a intenção de ampliar a sala do técnico Jorge Sampaoli e construir um novo espaço para a rouparia do CT em um futuro breve.
O CT Rei Pelé foi inaugurado em outubro de 2005 e recebeu poucas modernizações desde então. A ideia do presidente José Carlos Peres é construir um novo Centro de Treinamento para o Santos, mas sem abandonar o atual, já que o local de treinamentos das categorias de base, o Meninos da Vila, está em condições precárias e sofre pela localização.
O Santos segue conversando com o grupo Bolton para construção do novo CT e retrofit da Vila Belmiro, mas os constantes adiamentos da vinda de Roberto Diomedi, CEO da empresa, ao Brasil, atrasam o processo.
Apesar de não participar ativamente do dia a dia do clube no CT, ficando mais no Business Center em São Paulo, o mandatário santista costuma enviar membros do Comitê de Gestão, os mais frequentes são Pedro Dória e Matheus Rodrigues, para tratarem dos afazeres e demandas cotidianas do clube.