SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA) apresentou requerimento à CDHM (Comissão de Direitos Humanos e Minorias) da Câmara para convocar o ministro Sergio Moro (Justiça) a prestar esclarecimentos à Casa sobre a troca de mensagens entre o ex-juiz e procuradores revelada pelo site The Intercept Brasil.
Na solicitação, Jerry lembra que Moro havia feito um acordo para falar aos deputados, mas decidiu adiar a visita à Câmara em função de viagem aos Estados Unidos. Para o deputado, o motivo da urgência da viagem não ficou claro. Ele ainda lembra que o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, também foi aos EUA nesta semana.
“Os fatos revelados [pelo The Intercept] são de enorme e inédita gravidade na história do Judiciário e do Ministério Público, onde o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, passam da condição de julgadores e acusadores implacáveis à de suspeitos de terem utilizado ilegalmente os cargos com o objetivo de praticarem perseguição política”, escreveu o deputado.
A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), minimizou na segunda (24) o adiamento da oitiva de Moro na Câmara. Ela disse que o ministro já havia falado sobre o assunto com os senadores e que a nova audiência seria “mais do mesmo”.