RECIFE, PE (FOLHAPRESS) – Reitor da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), Anisio Teixeira afirmou que se o governo não recuar da decisão dos cortes a universidade vai parar as atividades. “Só temos condição de funcionar, de maneira precária, até setembro. Já tivemos 32 bolsas de pós-graduação cortadas. Não tem disputa entre educação básica e superior, temos que defender um projeto que possibilite que os estudantes possam se formar e desenvolver o país”, disse ele.