SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil não apareceu pela primeira vez na lista dos melhores países para se investir, segundo a opinião de investidores estrangeiros. O levantamento é feito pela consultoria A.T. Kearney.
É a primeira vez que o país fica de fora dos 25 primeiros colocados desde 1998 -quando o ranking começou a ser feito. A posição do Brasil este ano não foi divulgada.
O Brasil vem em uma sequência de queda nos últimos anos. Em 2016, ocupava a 12ª posição, caindo para 16ª e 25ª nos dois anos seguintes, até ficar de fora da lista em 2019. Até então, a pior posição tinha sido a 17ª, em 2004.
Entre 2010 e 2014, o país estava entre os cinco primeiros colocados.
Esse ano, além do Brasil, Portugal também ficou de fora da lista pela primeira vez.
Os países com economia desenvolvida respondem por 22 das 25 posições do índice -atingindo sua maior participação de sempre. Os Estados Unidos ficaram em primeiro lugar pelo sétimo ano consecutivo, seguido por Alemanha, Canadá, Reino Unido e França.
Entre os países emergentes, somente China (7ª), Índia (16ª) e México (25ª) aparecem entre os melhores lugares para se investir.
Taiwan e Finlândia estão na lista pela primeira vez.